Prefeitura de Piumhi solicita criação de Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher

Ofício foi protocolado junto à Polícia Civil.

G1 entrou em contato para saber posicionamento e previsão para implantação da unidade.

Prefeitura de Piumhi solicita criação de delegacia da mulher na cidade Prefeitura de Piumhi/Divulgação A Prefeitura de Piumhi entregou um ofício ao delegado regional da Polícia Civil, Marcos Pimenta, solicitando a instalação de uma Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) no município.

O ofício foi protocolado na Delegacia Regional, pelo prefeito Adeberto José de Melo. O G1 entrou em contato com a Polícia Civil para saber posicionamento e previsão da possível implantação da unidade no município, mas não obteve retorno até a última atualização da reportagem.

Segundo informações do Executivo, o mesmo documento solicitando apoio para implantação da delegacia foi encaminhado para os delegados da Comarca de Piumhi, Fábio Alexandre Csiszer, Fernando Henrique Turini Berdugo, Karen Hellen Esteves de Avelar. A Prefeitura informou ao G1 que assim que houver posicionamento da Polícia Civil, irá definir a sede para o núcleo especializado.

Delegacia especializada As Delegacias Especializadas no Atendimento à Mulher são unidades da Polícia Civil que realizam ações de prevenção, proteção e investigação dos crimes de violência doméstica e violência sexual contra as mulheres, entre outros crimes. As ações realizadas envolvem registro de Boletim de Ocorrência, solicitação à Justiça de medidas protetivas de urgência nos casos de violência doméstica e familiar contra as mulheres, além da investigação de crimes. Segundo o Executivo, a delegacia é imprescindível para o atendimento das mulheres em situação de violência e, por isso, o município faz questão de ter uma unidade implantada em Piumhi.

“Com a instalação de uma delegacia especializada, vamos poder ampliar o acesso das vítimas à Justiça e melhorar a qualidade de trabalho prestado com o atendimento psicossocial e assistência social para as mulheres vítimas de violência, criando mecanismos próprios para a prevenção e coibição da violência contra a mulher, seja ela física, psicológica, sexual, patrimonial, moral, social e religiosa”, destacou o prefeito.

Categoria:MG - Centro-Oeste